Arte e Moda: Vestidos feitos de balões.

Quando falamos de criatividade podemos pensar na artista japonesa Rie Hosaki.

Através do projeto Daisy Balloon, ela criou vestidos maravilhosos com balões de festa. As peças são todas feitas a mão e duram somente 24 horas, mas todo o trabalho vale muito a pena, pois são lindos demais!

Veja na galeria um pouco do trabalho da artista:

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Curta Moda Permitida no Facebook.

As Divas do passado

divas

Quando pensamos em divas logo lembramos de artistas que estão em alta hoje em dia como Beyoncé, Katy Perry, Scarlett Johansson e afins. Mas antes mesmo disso tudo ser taxado dessa forma houveram outras que ousaram em suas antigas épocas de opressão e machismo para se tornar lendas e referência nesse mundo glamuroso das mulheres poderosas. E além de serem incríveis cantoras, modelos e/ou atrizes, essas mulheres enfrentaram e quebraram padrões e ”regras” que ofendiam os mais conservadores.

66
Beyoncé
new-Katy-Perry-photos
Katy Perry
Scarlett-Johansson-scarlett-johansson-33450733-500-629
Scarlett Johansson

Marlene Dietrich foi o ápice da revolução feminina no quesito moda e poder. Além de muito bonita e charmosa (considerada pela Vogue como a Marilyn Monroe alemã), Dietrich era uma mulher forte e de decisão. Foi a primeira mulher a usar calças publicamente, ainda nos anos 20! Atriz muito famosa na Alemanha, Dietrich tinha uma índole inabalável. Certa vez Hitler a convidou para participar de filmes pró-nazistas e ela simplesmente negou o pedido. Hitler a chamou de traidora mas ela não se abalou nem um pouco.

Marlene Dietrich
Marlene Dietrich

Uma boa atriz, Marilyn Monroe era uma mulher bonita sem fazer muito esforço. Seus vestidos considerados curtos para a época, seus cabelos curtos e dourados, seus batons bem vermelhos (sim, até usar batom vermelho era um certo atrevimento) e sua maneira de falar deixou muita dona de casa com raiva dos maridos. E quem não se lembra da famosa cena do vestido branco se levantando em “O Pecado Mora ao Lado”, de 1955? Uma pena que Monroe morreu relativamente cedo, de overdose em 1962, bem no auge da mudança das coisas pelo mundo todo, seja culturalmente ou politicamente.

Marilyn+Monroe+pretty
Marilyn Monroe

Nessa mesma época ou um pouquinho depois, Brigitte Bardot começava a fazer estardalhaço no mundo inteiro. Parecia que naquela época os homens só gostavam de loiras platinadas de olhos azuis. E era praticamente isso mesmo. Famosa pelo longo cabelo e pela franjinha na testa, Bardot fez com que muitos garotos da época começassem a se interessar por garotas na transição da infância para a adolescência e tinha fãs famosos como o ex-Beatle John Lennon que fez com que sua primeira esposa, Cynthia, mudasse a aparência para se parecer com ela tal qual era a influência de Bardot. Pena que Lennon não se contentou muito com a imagem que Bardot adiquirira ao encontrar-se com ela anos depois.

Bridgitte Bardot
Bridgitte Bardot

A italiana Sophia Loren já fugia desse padrão de loiras e loiras desse tempo. A moça preferia usar roupas luxuosas e cultivar um cabelo de tons mais castanhos. Seus olhos claros pareciam olhos de gato e eram simplesmente inconfundíveis. Além disso, Loren mantinha sempre papeis marcantes no cinema e ganhou fama mundial em 1962 quando ganhou o Oscar de melhor atriz pelo filme “Duas Mulheres”.

Sophia Loren
Sophia Loren

A eterna Cleópatra inglesa, Elizabeth Taylor, que faleceu há pouco tempo, marcou definitivamente o cinema e o estilo da mulher poderosa. Além dos cabelos negros e de suas famosas sobrancelhas consideradas perfeitas, Taylor possuía um par de olhos na raríssima cor natural violeta, ou seja, sua inconfundível marca registrada. É considerada a diva definitiva dos tempos de ouro do cinema americano.

Cleópatra
Cleópatra
Elizabeth Taylor
Elizabeth Taylor

Não poderíamos deixar de citar Audrey Hepburn, mundialmente conhecida Bonequinha de Luxo do filme de mesmo nome e “A Princesa e o Plebeu”. Hepburn era uma mulher com feições bem doces e delicadas, não era considerada uma femme fatale como as outras acima, mas tinha seu carisma e beleza ligados a sua maneira incrivelmente luxuosa de se vestir sem pender para os exageros. Hepburn foi um ícone de estilo e postura sendo considerada a terceira maior lenda feminina segundo o American Film Institute.

Audrey Hepburn
Audrey Hepburn

Então, se pensamos em moda logo pensamos nos ícones da cultura mundial que difundiram isso, e em se tratando das mulheres, devemos logo respeitar o legado dessas poderosas mulheres que estavam muito a frente de seu tempo.

O fenômeno da internet Seapunk

seapunk

O
Seapunk surgiu no final de 2011 e deixou muita gente intrigada. Não só um estilo como qualquer outro que vemos por aí, o seapunk, que surgiu no Tumblr e no Twitter e saiu da internet, virou febre e é deveras exótico. É rotulado como um grupo nostálgico que curte ouvir new-age e misturas de música eletrônica dos anos 90.

sea

Agora, na maneira de se vestir e colorir os cabelos é que os seapunk se destacam. Como o próprio nome diz, ”sea”, a tendência do grupo é usar cores aquáticas variantes de verde e azul e misturando estilos alternativos de roupas tentando manter essa base de cores. Os seapunks tem geralmente cabelos bem coloridos e diferentes, o que os destaca de longe numa multidão.


1

Em questão de peças os seapunks não se limitam a apenas uma maneira de se vestir. Eles podem usar peças de várias outras tribos urbanas desde o rap ao punk legítimo mas sem nunca abandonar a base azul-verde. Realmente parecem sereias em terra firme.

tumblr_m8mjfvaJXW1r1599wo1_500

Body a mais nova febre

O body é o mais novo queridinho da mulherada, ele ta com tudo. Depois da sua forte aparição na novela “Em Família”, na personagem Clara vivida pela atriz  Giovanna Antonelli, a tendência virou febre!
Há quem não goste, mas vamos combinar que é super fofo!

bodys